Blog‎ > ‎

Ultrassom Morfológico - Quando e Porque Fazer

postado em 18 de jun de 2018 06:18 por Tiago Morandi

Ultrassom é uma das maravilhas do mundo das grávidas. Nesses poucos momentos em que podemos ver o bebê dentro do ventre, sabemos que o bebê realmente está ali e que a gravidez é real. Durante a gravidez a mulher passa por algumas sessões de ultrassom e pelo menos uma delas é o ultrassom morfológico.



Ultrassom Morfológico

O ultrassom morfológico é uma variação do ultrassom convencional. Ele é normalmente feito entre a 11ª e 14ª semana ou 20ª e 24ª semana da gravidez. Nestas épocas pode-se ver o feto ainda por inteiro dentro do útero e com maior facilidade do que nas semanas posteriores, e com mais clareza do que nas semanas anteriores. 

A ultrassonografia morfológica ainda mostra com detalhes todos os órgãos internos do bebê, evidenciando se há algum problema ou se o desenvolvimento do bebê está indo bem. Órgãos como estômago, pulmão, coração, bexiga e rins são visualizados no ultrassom morfológico. 

O exame também mostra presença de osso nasal, quinta falange (presença do quinto dedo da mão do bebê). Além de fazer uma medição minuciosa das veias e artérias do cérebro e do coração do bebê.

Os ossos também são pontos importantes no ultrassom morfológico, sejam na coluna do bebê, a cervical, o fêmur, o úmero e outros, todos são checados para saber se estão se desenvolvendo conforme as semanas de gestação. 

O que é Possível Ver no Ultrassom Morfológico?

Como já relatamos acima, no ultrassom morfológico são analisados detalhes minuciosos do desenvolvimento do bebê que nos demais ultrassons não é possível.  Medidas, estrutura e formato da cabeça do bebê, assim como todos os demais ossos são visíveis durante a realização do exame.

A imagem do rosto do bebê também é mais nítido no ultrassom morfológico, por isso é possível verificar os traços do bebê assim como a existência do lábio leporino ou fenda labial, exceto a fenda palatina que é a abertura no céu da boca que já fica de difícil analise. É neste ultrassom que maioria das mamães saem felizes com “fotos” de seu bebê já que através da imagem 3D e 4 Dé possível ver perfeitamente seu rostinho.

No ultrassom morfológico , a coluna é examinada detalhadamente e consegue-se ter certeza que os ossos estão bem alinhados, corretamente posicionados e se a pele cobre toda sua extensão que chega até a área do bumbum.

O coração também é cuidadosamente observado no ultrassom morfológico. Suas válvulas são observadas para que abram e fechem acompanhando a batida do coração. Com a ajuda do doppler no ultrassom morfológico é possível examinar as principais artérias e veias que surgem na tela com uma cor diferenciada, azul e vermelho.

Qual a diferença do ultrassom morfológico do normal?

A diferença do ultrassom morfológico é a qualidade da imagem e a intensidade de detalhes que o exame consegue detectar e avaliar, diferente do ultrassom convencional. Por ser mais completo é solicitado quando é realmente possível analisar o desenvolvimento total do bebê.

Comments