Blog‎ > ‎

Quando ir ao cardiologista?

postado em 24 de jun. de 2021 06:09 por 2f Digital - Agência de Marketing Digital   [ 24 de jun. de 2021 06:16 atualizado‎(s)‎ ]
Seus hábitos falam muito sobre você e podem estar afetando diretamente o seu coração. Mas o histórico familiar e outras condições biológicas também são motivos para procurar um especialista e se prevenir. Por isso, vá a uma consulta com o cardiologista se:



1 Pessoas na sua casa têm problemas de coração: a hereditariedade pode ser considerada um fator de risco também. Quem tem pais ou avós com problemas cardiovasculares tem mais chance de desenvolver a doença arterial coronariana, sofrer um infarto ou um acidente vascular cerebral (AVC), além de outras anomalias.

2 Você tem pressão alta: a hipertensão é uma doença crônica silenciosa, que pode matar de uma hora para outra. Quando chega a níveis muito elevados, o coração tem que trabalhar mais para manter o fluxo de sangue nas veias. A hipertensão pode causar insuficiência cardíaca, ataque cardíaco, entre outras morbidades.

3 Você é diabético: quem tem diabetes, especialmente do tipo 2, deve também manter um acompanhamento com o cardiologista. A hiperglicemia, por exemplo, altera a composição dos vasos sanguíneos e facilita o desenvolvimento de doenças coronárias.

4 Você fuma: quem consome tabaco está mais exposto a doenças cardiovasculares. As substâncias do cigarro prejudicam a parede interna dos vasos sanguíneos e também interfere no mecanismo de contração e relaxamento do coração, o que atrapalha a circulação sanguínea.

5 Tem má alimentação e é sedentário: o cardiologista se preocupa sempre com o estilo de vida de quem o procura, pois tudo pode influenciar na saúde do coração. Alimentação inadequada, sobrepeso e falta de atividade física podem ocasionar entupimento de veias e artérias importantes, além de outros males à saúde.

6 Apresenta alguns sintomas claros: ao sentir tonturas e desmaios, palpitações, dores prolongadas no peito, dores nas pernas e falta de fôlego ao fazer pequenos esforços, é possível que algo esteja errado com o seu coração. Ao invés de se automedicar, procure um especialista e investigue os sintomas.

Durante a consulta com o cardiologista, não esqueça de detalhar os casos de doenças do coração na família, assim como os hábitos que indicamos e outros que você costuma ter. Esse vai ser o ponto de partida para descobrir o que está acontecendo. 

Seja sincero com seu médico e confie nele!
Comments