Blog‎ > ‎

A importância do exame oftalmológico de rotina

postado em 31 de jul de 2017 05:41 por Tiago Morandi

Uma das maneiras mais eficientes de prevenir as principais doenças oculares é através do exame oftalmológico de rotina, em adultos e crianças.


Como funciona?

Em uma consulta, o oftalmologista faz a história clínica do paciente, que chamamos de anamnese, e que permite relacionar doenças à razão da consulta. Em seguida, examinamos suas pálpebras, a conjuntiva, suas vias lacrimais e realizamos o exame de motilidade ocular, que permite diagnosticar a mobilidade da musculatura ocular e o estrabismo, por exemplo.

Nesta mesma consulta, o oftalmologista examina o fundo de olho do paciente, com um aparelho chamado oftalmoscópio, que permite verificar se ele tem diabetes, hipertensão, etc.

No exame oftalmológico de rotina, a última etapa do trabalho é a refração, que permite determinar o grau dos óculos, diagnosticar a catarata e outras doenças dos olhos. Nesta etapa, a medida da pressão intraocular também é importante para o diagnóstico precoce do glaucoma.

Após esta consulta, caso se mostre necessário, o oftalmologista pode solicitar exames complementares como ultrassom, angiografia, campo visual e microscopia especular.

Comments