Blog‎ > ‎

Afinal o que é a Síndrome de ‘Burnout’?

postado em 27 de fev. de 2020 11:23 por Tiago Morandi   [ 2 de mar. de 2020 04:30 atualizado‎(s)‎ ]
Na última semana um tema muito importante teve lugar nas redes sociais, a 'Síndrome de Burnout'. 

Fazer a inclusão dessa doença faz com que haja uma maior atenção à enfermidade. Só no Brasil, uma pesquisa feita pela International Stress Menagement Association revelou que cerca de 30 milhões de brasileiros são afetados pela síndrome.


Primeiro vamos entender, afinal o que é essa Síndrome de ‘burnout’?

‘Burnout’ vem do inglês: esgotamento. É descrita como um esgotamento total físico e mental da pessoa devido sua vida profissional. O termo foi criado pelo psicólogo Herbert J. Freudenberger em 1974, que caracterizou o problema com uma série de sintomas que vão desde dor de cabeça, insônia, irritabilidade até comportamento depressivo.

O motivo mais frequente para o aparecimento é quando o profissional tem maior demanda do que recursos ou tempo para apresentar os resultados, trazendo desgaste e tensão emocional.

A ansiedade pode ser um dos primeiros sinais que o corpo indica, seguido de uma série de alterações físicas como aumento da frequência cardíaca e da respiração. Por isso em alguns momentos pode ser confundido com estresse, que por definição é quando acontece por uma situação específica e dura pouco tempo, enquanto a síndrome de ‘burnout’ é gradativa e dura um longo período, podendo ser incapaz de lembrar quando foi a última vez que dormiu bem ou não teve dor de cabeça.

Além desses sintomas, a pessoa pode sentir uma profunda sensação de impotência, desmotivação, falta de engajamento e irritabilidade, frieza, falta de empatia com colegas e forte sentimento de culpa por não estar dando conta.

O sentimento de culpa é um dos grandes vilões na detecção do problema, visto que a pessoa tende a esconder com medo de perder o emprego e costuma querer trabalhar ainda mais para compensar a baixa produtividade.

Lembre-se: nada começa do dia para noite, ao perceber que há algo errado, você deve procurar ajuda de um psicólogo para fazer o diagnóstico correto.
Comments